sexta-feira, 25 de março de 2011

Marcas que apostam no cansaço do consumidor

O conflito entre a catarinense Daniely Argenton e a Renault tomou proporções não imaginadas pela montadora.
Ao saber que o Mégane OKM não andava, a primeira ação deveria ter sido atendê-la duas vezes melhor do que se ela tivesse ido fazer a revisão obrigatória. É óbvio que um consumidor descontente vai comentar com outras pessoas sobre o ocorrido.

Com o descaso da Renault, ela obteve parecer favorável da Justiça. O que fez a montadora? Recorreu alegando falha processual. Coisa de advogado, nunca de Marketing. Eu espero.

E mesmo parecendo absurdo, um juiz (sempre eles) entendeu que a consumidora extrapolou seu direito de expressar-se, com o uso excessivo das redes sociais (?!?!?!).

Depois de quase 4 anos, 800 mil acessos ao site e mais de 110 mil visualizações no Youtube, enfim a Justiça entendeu que a Renault estava errada.

Falar semanalmente de branding neste blog e noticiar uma atuação tão equivocada quanto esta, é ter de voltar aos livros para saber o que está acontecendo...

sexta-feira, 18 de março de 2011

Protegendo o meio ambiente e a marca


A sustentabilidade e os processos de manutenção do equilíbrio econômico, ambiental e social estão na pauta do dia dos executivos de Marketing.

As atenções do mundo inteiro se voltam às questões ambientais, em particular por causa da tragédia ocorrida no Japão, e as marcas se ocupam de demonstrar o quanto podem contribuir.

O comercial da Audi para seu automóvel diesel, veiculado no SuperBowl, é sensacional. Acompanhe abaixo.

Além da óbvia constatação conceitual da marca, a produção do filme prima pela alta qualidade. E pelo humor.

video

sexta-feira, 11 de março de 2011

Propaganda comparativa com novo formato

A propaganda comparativa é uma das formas mais inteligentes de comunicação.

Nela, a marca anunciante expõe as suas forças ao mesmo tempo em que comunica as fraquezas do concorrente. Enquanto entretem o consumidor, informa atributos de uma e de outra marca. Do seu ponto de vista, é claro.

O desafio é criar algo inteligente sem ofender a quem assiste ou a marca concorrente.

A Nissan adotou o formato de campanha comparativa. Dois comerciais estão abaixo. Os demais, no youtube.

Especialmente o comercial com música rap, embora engraçado, tem recebido quantidade razoável de reclamações dos consumidores, sugerindo mau gosto e agressividade excessiva.

É o perigo da propaganda comparativa: tende a surtir muito efeito, mas às vezes...


video


video

sexta-feira, 4 de março de 2011

Apple, a marca mais desejada


A Apple ganha o título de empresa mais admirada do mundo da revista americana Fortune pela terceira vez consecutiva. A revista lista as 50 empresas globais cuja imagem tenha prestígio.

A Fortune afirma que a Apple ganhou mais uma vez pelos seus produtos inovadores e pela imagem transmitida ao consumidor.

A seguir, as 20 empresas mais admiradas do mundo, segundo a Fortune:

1- Apple
2- Google
3- Berkshire Hathaway
4- Southwest
5- Procter & Gamble
6- Coca-Cola
7- Amazon.com
8- FedEx
9- Microsoft
10- McDonald’s
11- Wal-Mart
12- IBM
13- General Electric
14- Walt Disney
15- 3M
16- Starbucks
17- Johnson & Johnson
18- Singapore Airlines
19- BMW
20- AmericanExpress