sexta-feira, 24 de junho de 2011

E agora, Eduardo e Mônica?


E agora?

Depois do sucesso estrondoso do filme da Africa usando a música Eduardo e Mônica, aparece um novo velho comercial, de 2000, baseado na mesma ideia.

Acompanhe o filme abaixo. Compare com o atual.

Embora a qualidade deste último seja maior, sob qualquer ponto de vista (qualidade dos atores, fidedignidade da história, roteiro, fotografia), não resta dúvida de que é a mesma ideia.

Não é a primeira vez que uma agência de Nizan está envolvida nesse tipo de ação. Não é falta de talento para trabalhar uma marca; talvez, falta de supervisão...


video

sábado, 18 de junho de 2011

Marcas líderes; marcas pouco conhecidas


Kit Kat é o chocolate que desbancou o Toblerone como o mais vendido do mundo.

Em julho voltará a ser vendido no Brasil, inicialmente no WalMart em todo o sul do país, sendo importado da Europa, onde é consumido há 75 anos.

Há pouco, li uma pesquisa sobre marcas que são líderes no mundo, mas que por aqui pouco são conhecidas. Uma delas era o Kit Kat. É uma sensação que nos coloca cada vez mais como membros isolados de uma grande tribo.

A Nestlé o lança como comemoração dos seus 90 anos de Brasil.

sexta-feira, 10 de junho de 2011

Oportunidades para a marca

O post da semana não poderia ser outro: o filme da Vivo, Eduardo e Mônica.

O filme criado pela Africa, de Nizan Guanaes, e produzido por Fernando Meirelles (Cidade de Deus), foi baseado na música lançada em 1986 (CD “Dois”) pela Legião Urbana. Na ocasião, causou tumulto porque era muito longa para os padrões das FMs.

É mais uma daquelas ações de oportunidade (Dia dos Namorados) que se espalham rapidamente pelas redes sociais e cravam pontos importantes na marca anunciante.

Acompanhe o filme no Youtube (pela sétima vez, claro).

sexta-feira, 3 de junho de 2011

Marcas que veiculam você

A Intel sempre foi uma marca inodora. Só não ficou incolor porque fez um trabalho global sensacional, com o Intel inside.

Nunca vimos o tal processador, mas sabíamos que era o melhor (o que quer que seja isto em um computador).

Agora, para promover a segunda geração dos processadores i5 realiza uma ação com o facebook (sempre ele).

Com o conceito ‘Visualize yourself’, cria o museu de você mesmo. Acesse o endereço abaixo, atenda à orientação de cliques da Intel e aparecerá um vídeo com toda a sua vida. Obviamente que quanto mais você se expôs no facebook (fotos, vídeos e textos), mais artista será.

Tente! Você gostará das surpresas. E a marca Intel também.


intel.com/museumofme