sexta-feira, 28 de setembro de 2012

O tempo e as marcas

A corrosão é um ingrediente constante na construção de identidade da marca.

Às vezes, são acontecimentos negativos; às vezes, inovações inesperadas; em outras, apenas o tempo. Mas que, em algum momento, a marca sofrerá forças contrárias ao seu crescimento, isto é certo.

A Campbell´s, a famosa sopa imortalizada por Andy Warhol, noticiou que a maior das suas fábricas será fechada no início de 2013.

Além dos 700 funcionários demitidos, também o mercado vê tristemente a diminuição da visibilidade de uma marca, desta vez em função do declínio no consumo de sopas no mundo inteiro.


sexta-feira, 21 de setembro de 2012

Latas e marcas

Já é uma história antiga a tentativa de marcas com atuação indiferenciada tentarem se aproximar dos seus consumidores.

O último lance foi o da Cerveja Brahma, com latas personalizadas de Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Ponte Preta e Portuguesa, que patrocina desde maio.

O problema é quando um torcedor palmeirense, por exemplo, vai ao supermercado e não encontra a sua lata, mas encontra a do time rival. Ou quando percebe que as latas do seu time são em muito menor número do que a dos outros (às vezes pela diferença do tamanho da torcida, o que interfere na demanda).

Antes patrocinadas pela Kaiser, o que o mercado pergunta é se o lançamento de latinhas personalizadas é mais benéfico ou maléfico para a marca patrocinadora.

   

sexta-feira, 14 de setembro de 2012

A marca evitando problemas virtuais


O caso da loja virtual Visou é notícia em todas as redes sociais, desde que desrespeitou um cliente que estava reclamando.

Recentemente foram excluídos do Facebook os perfis da loja e dos proprietários.

O desrespeito ao cliente é constante, na maioria das vezes por falta de preparo dos atendentes e, ainda em maior número, reclamações que nem chegam aos ouvidos dos proprietários da marca. É "resolvido" na camada de baixo da organização.

Uma ação bastante interessante foi a da rede Spoletto, iniciada em agosto deste ano e finalizada neste mês, com o segundo filme. Acompanhe o VT a seguir e, depois, clique no primeiro VT para entender todo o processo.


video








quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Aumenta o investimento em propaganda no Brasil



Os esforços dirigidos à marca, especialmente a propaganda, continuam muito bem.

Recentemente, o Ibope divulgou que o Brasil é o sexto maior mercado de propaganda do mundo, com US$ 21,5 bilhões. No primeiro lugar, of course, está os Estados Unidos com US$ 135 bilhões.

Internamente, com dados do primeiro semestre de 2012, o maior anunciante é a Casas Bahia (R$ 1,7 bilhão). É seguida por Unilever (R$ 1,4 bilhão), Caixa (R$ 800 milhões), Ambev (R$ 790 milhões), Sky (R$ 780 milhões) e GM (R$ 540 milhões).

O Brasil investiu, só neste semestre, mais da metade dos US$ 40 bilhões da América Latina em 2011.

A televisão continua sendo o meio preferido: 55% das verbas publicitárias.

sábado, 1 de setembro de 2012

Marca kibadora ou apenas mais da mesma coisa

O sucesso do Gina Indelicada no facebook continua. Apesar das controvérsias.

Já são quase 2 milhões de seguidores das piadinhas infames do publicitário Ricck Lopes.

Agora surge o inevitável: perfis na mesma rede social acusando o autor de kibar (plagiar, na linguagem virtual) piadas já existentes na internet.

Da mesma maneira que ele, outros milhões fazem diariamente. A diferença é que ele está tendo muito sucesso. Só da sua página, existem mais ou menos 50 contas no twitter com variantes do nome. Há também o caso de um perfil no facebook que usa a personagem do Leite Moça, em um modelo muito parecido com o original (?!?).

À parte a discussão sobre plágio, o fato é que mais uma vez a internet demonstra que conseguir executar eficazmente alguns formatos pode gerar sucesso à marca, ainda que passageiro.