sábado, 31 de outubro de 2009

Histórias que transformam marcas e experiências

Algumas experiências trazem consigo outras experiências.

O cinema é um contador das estórias dos outros. Mesmo assim, muitos dos filmes que vimos compuseram uma parte da nossa história pessoal, por meio do que aprendemos de novo ou daquilo que confirmou o que já sabíamos. O Último Samurai, por exemplo, nos mostra uma forma nova de ver o mundo e a ética; o filme A Pessoa É Para O Que Nasce confirma o que imaginamos sobre as dificuldades (e as vitórias) dos deficientes físicos no Brasil.

Mas é preciso lembrar das outras histórias, aquelas vivenciadas lá, no ambiente do cinema e que são só nossas: o relógio inimigo quando esperamos alguém, os argumentos para decidir se o filme merece nota 9,5 ou 6, aquela sensação de leve entorpecimento ao sair da sala, todas sensações inesquecíveis. Não importam quais as histórias, todos já experimentamos algumas.

É a força da história. É a experiência sendo contada. No Marketing, é denominado de media storytelling.

Por exemplo, não há como falar em cinema, sem lembrar da quadra campeã coca-pipoca-bibs-mentos. Faz parte da nossa experiência e tem uma história ínsita nela. Ou várias. No supermercado, só mais um produto; no cinema, um ator na nossa história.

Acompanhe o filme abaixo e veja se uma boa história não é capaz de mudar a forma como vemos as coisas.

video

Nenhum comentário:

Postar um comentário